Domingo, 06 de Junho de 2010

 

Pergunta 10   O homem pode compreender a natureza íntima de Deus?

                          - Não, falta-lhe, para isso, um sentido.

 

Pergunta 11   Um dia será permitido ao homem compreender o mistério da Divindade?

                          - Quando o seu Espírito não estiver mais obscurecido pela matéria, e, pela sua perfeição, estiver mais próximo de Deus, então o verá e o compreenderá.

Comentário de Kardec :

A inferioridade das faculdades do homem não lhe permite compreender a natureza íntima de Deus. Na infância da humanidade, o homem O confunde muitas vezes com a criatura, da qual lhe atribui as imperfeições; mas, à medida que o senso moral nele se desenvolve, o seu pensamento compreende melhor o fundo das coisas e ele faz uma ideia de Deus mais justa e mais conforme ao seu entendimento, embora sempre incompleta.

Pergunta 12   Se não podemos compreender a natureza íntima de Deus, podemos ter ideia de algumas de suas perfeições?

                          - Sim, de algumas. O homem as compreende melhor à medida que se eleva acima da matéria. Ele as pressente pelo pensamento.

 

Pergunta 13   Quando dizemos que Deus é eterno, infinito, imutável, imaterial, único, Todo-Poderoso, soberanamente justo e bom, não temos uma ideia completa dos seus atributos?

                          - Do vosso ponto de vista, sim, porque acreditais abranger tudo. Mas ficai sabendo bem que há coisas acima da inteligência do homem mais inteligente e que a vossa linguagem, limitada às vossas ideias e sensações, não tem condições de explicar. A razão vos diz; de facto, que Deus deve ter essas perfeições em grau supremo, porque se tivesse uma só de menos, ou que  não fosse de um grau infinito, não seria superior a tudo e, por conseguinte: não seria Deus. Por estar acima de todas as coisas, Ele não pode estar sujeito a qualquer Instabilidade e não pode ter nenhuma das imperfeições que a imaginação possa conceber.

Comentário de Kardec :

Deus é eterno. Se Ele tivesse tido um começo teria saído do nada, ou teria sido criado por um ser anterior: É assim que, de degrau em degrau, remontamos ao infinito e à eternidade.

É imutável; se estivesse sujeito a mudanças, as leis, que regem o universo não teriam nenhuma estabilidade.

É imaterial, ou seja, sua natureza difere de tudo o que chamamos matéria; de outro modo não seria imutável, porque estaria sujeito às transformações da matéria.

É único; se houvesse vários deuses, não haveria unidade e desígnios, nem unidade de poder na ordenação do universo.

E Todo-Poderoso, porque é único. Se não tivesse o soberano poder, haveria alguma coisa mais ou tão poderosa quanto Ele; não teria feito todas as coisas e as que não tivesse feito seriam obras de um outro Deus.

É soberanamente justo e bom. A sabedoria providencial das leis Divinas se revela nas menores como nas maiores coisas, e essa sabedoria não permite duvidar de sua justiça nem de sua bondade.

 

LIVRO DOS ESPÍRITOS - Allan Kardec

Allan Kardec pergunta/os espíritos respondem



publicado por EVOLUÇÃO às 08:43
Cuidado...
Nem tudo é o que seria mais conveniente para nós...
Só Jesus CRisto é o Senhor e Salvador!
"Ao homem está ordenado morrer uma só vez, vindo depois diso o juízo."
Em nome de Jesus afirmo que os espíritos que se manifestaram a Kardec e ainda hoje se manifestam nas sessões espíritas são demónios ao serviço da Satanás com o único objectivo de o homem não buscar em Cristo a salvação e assim perder a vida eterna na presença de Jesus Cristo.
A Palavra de Deus diz: "Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isso não vem de vós e dom de Deus. Não vem das obras para que ninguém se glorie."
O "Jesus" do espiritismo não é o Messias, Salvador da humanidade!
Cuidado!
Deus vos abençoe!
Maria Helena a 16 de Julho de 2010 às 11:22

Espiritismo é ciência que estuda o Espírito, a sua essência e relação à luz da Mensagem de Cristo
NASCER, MORRER, RENASCER AINDA, PROGREDIR SEMPRE, TAL É A LEI - Allan Kardec
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


arquivos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO